Original&ExclusivoDiferença entre as coisas e tutoriais

Vídeo – “Negra, aqui você não entra “: jovem colombiana agredida brutalmente em Portugal

Portugal é o novo paraíso, especialmente para os brasileiros, ricos e famosos, mas tem os pobres também.

 

Tem uma página no Facebook, com mais de 300 mil participantes, cujo único objetivo é cliques para um site que mostra apenas como é bom morar em Portugal, como tudo funciona perfeitamente.

 

 

Eu não gosto disso, desse oba oba, dessas mentiradas, mas também não tenho página de mais 300 mil participantes e cada vez que tento mostrar a realidade como ela é, mas inimigos arranjo.


Uma jovem colombiana residente em Portugal foi agredida e chamada de negra imunda e proibida de entrar num ônibus na cidade do Porto.

 

 

Nicol Valentina Jiménez Quinayas, de 21 anos, cuja a família é descendente de Cali/Colômbia, aproveitou as festividades tradicionais de São João e ficou com alguns amigos para embarcar no ônibus que os levaria de volta para casa ao amanhecer de domingo. Ela não teria respeitado a fila do ônibus, mas ela e a família dizem que ela pediu uma senhora para entrar na frente.

 

---------------

No entanto, quando as portas se abriram e a jovem embarcou no ônibus com as amigas, um segurança particular, contratado pela empresa de transporte, atacou violentamente.

 

 

Ele a “puxou-a pelo braço e disse. ‘Negra, aqui não anda, volta para a sua terra, negra de merda “, depois bateu no rosto dela, derrubou-a no chão, e chutou-a no rosto “. Como resultado, Nicol sofreu ferimentos no rosto e nos braços.

 

 

A mãe de Nicol assegura que a jovem já foi vítima de vários atos de discriminação racial em Portugal. No último caso, eles tiveram que deixar o apartamento onde moravam por causa de ameaças de alguns vizinhos.

 

“Ficamos em silêncio por medo, mas isso nos motivou a dizer ‘não mais’. É lamentável que no século XXI tenhamos que ouvir essas coisas repugnantes”, enfatizou a mulher, ao afirmar que “ninguém deve ser tratado assim”. “Cor e nacionalidade não nos definem “.

 

 

A família, que vive em Portugal há 18 anos, entrou com uma queixa junto às autoridades do país  e solicitou proteção e orientação do governo colombiano em face de repetidos ataques racistas. Eu já sabia disso desde segunda-feira, mas não tinha o vídeo, por isso não divulguei. Hoje consegui o vídeo.

 

 

Nota: gente cuidado com propaganda enganosa. Se você não é rico, não é celebridade, saiba que Portugal pode não ser seu paraíso. Vale ressaltar também que essa menina quase nasceu em Portugal e que vi muitos portugueses legítimos condenando a agressão.

Deixe uma resposta

Escrito Por Cilene Bonfim
Original&Exclusivo