Original&ExclusivoDiferença entre as coisas e tutoriais

Vídeo: inatividade do sol – era do Gelo à vista, gente

Vídeo: inatividade do sol – era do Gelo à vista, gente. Os cientistas alertam que a atividade solar está em seu nível mais baixo dos últimos 100 anos, o que no futuro pode causar problemas no mundo.

 

Segundo os cientistas, a inatividade solar incomum  agora pode resultar em “mudanças significativas” nas temperaturas no futuro.

 

Qualquer que seja a maneira como é medido, os picos solares estão caindo “, diz Richard Harrison, do Laboratório Rutherford Appleton , em Oxfordshire; Richard Harrison garante que nunca vi nada assim nos seus 30 anos de carreira.

 

Os especialistas alertam que o fenômeno pode impulsionar o início de um período comparado ao Mínimo de Maunder , que foi detectado entre 1650 e 1715. Este período coincidiu com um momento de refrigeração líquida chamada ” Pequena era do Gelo ” na Europa e América do Norte.

“O Mínimo de Maunder coincidiu com o meio – e mais fria parte – da Pequena Era Glacial, durante a qual a Europa e América do Norte estavam sujeitas a invernos muito mais rigorosos que o normal.

---------------

Uma conexão de causa-efeito entre baixa atividade de manchas solares e inversos rigorosos fora estabelecida usando dados da sonda Solar Radiation and Climate Experiment da NASA, que mostrou que a emissão em ultravioleta do Sol é mais variável ao longo do ciclo solar do que era previamente aceito, e um grupo de cientistas britânicos publicaram um artigo no periódico “Nature Geoscience” que liga estas variações a impactos climáticos terrestres na forma de invernos mais brandos em alguns lugares e mais frios em outros.

O inverno de 1708 a 1709, coincidente com a contagem histórica mais baixa de manchas solares, o centro do Mínimo de Maunder, foi o inverno mais rigoroso já registrado”. Fonte

 

O cientista Lucie Verde, salientou que a atividade humana pode piorar ainda mais a situação, o que torna difícil dizer quais são as consequências. Alguns especialistas estavam especulando que esse ano seria um ano de “intensa atividade solar”, mas os dados mostram que a atividade solar está muito baixa. “O número de manchas solares observadas desde 2011 é muito baixa, e fortes erupções solares são raras”, segundo a NASA.

via

Deixe uma resposta

Escrito Por Cilene Bonfim
Original&Exclusivo