Original&ExclusivoDiferença entre as coisas e tutoriais

VÍDEO: implante de eletrodos faz paraplégicos andar

 

Duas equipes de cientistas conseguiram separadamente resultados promissores em um método de tratamento revolucionário para pacientes paraplégicos.

Eles implantaram um dispositivo na coluna do paciente para estimular a medula espinhal com impulsos elétricos; como isso, eles conseguiram o retornou da mobilidade dos pacientes.

 

Um dos estudos, publicado no New England Journal of Medicine por pesquisadores da Universidade de Louisville, descreve este método, chamado de estimulação epidural, como o implante de um dispositivo com 16 eletrodos desenvolvidos para o controle da dor na parte inferior das costas de quatro pacientes, paralisados anos atrás por acidentes recreacionais ou automobilísticos.

O dispositivo foi colocado logo abaixo do ponto da lesão e acima das regiões responsáveis pelo envio de sinais sensório-motores para as pernas, os pesquisadores explicam que o dispositivo visa aumentar os sinais cerebrais, que continuam a passar por essas regiões mesmo após o acidente, mas eles não são fortes o suficiente para gerar movimento.

---------------

 

Em um período de três meses a um ano e meio de terapia com os implantes, dois participantes que ainda mantinham um certo grau de sensibilidade nas pernas conseguiram caminhar – um deles caminhou mais 90 metros – apenas com a ajuda de impulsos elétricos, enquanto os dois conseguiram se sentar e ficar de pé sem ajuda.

Resultados semelhantes foram obtidos em um estudo realizado por pesquisadores da Mayo Clinic e da Universidade do Sul da Califórnia (UCLA), publicado na Nature Medicine.  No estudo, eles descrevem a recuperação de um homem de 29 anos que perdeu mobilidade  da pernas depois de um acidente. O paciente conseguiu andar em uma esteira sem ajuda após dez meses de terapia com o implante.

Cautela:

Os cientistas reconhecem o potencial dessa técnica revolucionária, mas são cautelosos. “Você precisa obter um tipo muito específico de parâmetros de estimulação. A estimulação aleatória não funciona”, disse Kendall Lee, um dos diretores da Mayo Clinic, citado pelo The Guardian.

Deixe uma resposta

Escrito Por Cilene Bonfim
Original&Exclusivo