Original&ExclusivoDiferença entre as coisas e tutoriais

PT e WD debocham do povo piauiense ao pagar por tuitaço

 

PT e o governador  WD debocham do povo piauiense e cometem crime eleitoral ao pagar por tuitaço. Tudo começou no sábado quando o governador petista do Piauí, Wellington Dias virou hashtag no Twitter.

Influenciadores digitais de abestados foram pagos para tuitar maravilhas sobre o governador petista. Eles retuitaram informações falsas (fake news) como a falta de violência no Piauí, a suposta educação de primeiro mundo entre outras mentiras.

Além de debochar dos piauienses, que mesmo amestrados do Lula, por mais idiotas que sejam sabem que a violência toma conta do Piauí; sabem que Teresina é a vigésima cidade mais violenta do mundo.

Os piauienses que moram no interior sabem que não tem nem agências de bancos porque os bandidos explodem todos os dias uma agência bancária. Sabem que as escolas não funcionam, e sabem também existem uma operação da PolÍcia Federal que apura desvio do dinheiro da merenda e do transporte escolar.

 

---------------

É um crime eleitoral, diz deputado Robert Rios, candidato a senador. A Lei eleitoral não permite esse tipo propaganda eleitoral, ainda mais com mentiras e pagas com dinheiro sabe lá de onde, mas provavelmente dinheiro público.

Mas acima de tudo, o povo sofrido do Piauí, que adora o presidiário Lula, não merecia esse tipo de deboche em nível nacional. Hoje, os jornalistas, apresentadores, comentaristas de emissoras de TVs compradas pelo PT e pagas com dinheiro público, vão entrar em ação para defender o PT, o governador, e o tuitaço. Os sites tradicionais já estão defendendo o governo.

Nota: O Twitter tem obrigação de punir esses supostos influenciadores que recebem dinheiro público para manipular o processo eleitoral com fake news. Veja como eles planejam as ações nas redes sociais.

Deixe uma resposta

Escrito Por Cilene Bonfim
Original&Exclusivo