Original&ExclusivoDiferença entre as coisas e tutoriais

Portugal expulsou 1.336 brasileiros no ano passado

 

…e esse ano, esse número deve aumentar e muito. Portugal virou point, lugar dos sonhos para brasileiros; especialmente depois que as celebridades passaram a escolher o país para fugir da violência brasileira e porque podem continuar trabalhando em suas profissões também em Portugal.

 

 

Tem muita gente, faturando em sites, FanPages, iludindo o povo que todos podem morar e viver em Portugal mesmo ganhando apenas um salário mínimo. Não é possível viver em Portugal com apenas o salário mínimo.

 

 

 

O aluguel de um quarto e sala já custa quase o valor do salário mínimo.  Mas não é só isso; no ano passado, 1.336 brasileiros foram impedidos de entrar em Portugal; isso logo do aeroporto. Esse dado representa 62,3% das recusas de entrada no país.

Portugal- melhor lugar para aposentados

 

Os dados são do Relatório de Imigração, Fronteiras e Asilo 2017, divulgado pelo Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF), em Lisboa.

 

 

O número de cidadãos de diversos países impedidos de entrar em Portugal cresceu 37,1% em relação a 2016. Foram mais de 18 milhões de pessoas controladas nas fronteiras do país, cerca de 17% a mais do que no ano anterior.

---------------

 

 

Em 2017, a população de estrangeiros residentes em Portugal aumentou 6% em relação ao ano anterior. No que se refere à emissão de novos títulos de residência, no ano houve um aumento 31%, com 61.413 residentes aprovados. Os brasileiros foram os que mais solicitaram, com mais de 11.500 pedidos. Em seguida, vêm os italianos (5.267), os franceses (4.662) e os ingleses (3.832).

 

Nacionalidade portuguesa:

Em relação aos pedidos de nacionalidade lusitana, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras emitiu 27.362 pareceres positivos, sendo os brasileiros – com 10.805 – mais contemplados. Na sequência, estão Cabo Verde (3.022), Israel (2.539), Ucrânia (1.960) e Angola (1.613).

 

Também no que se refere à aquisição de nacionalidade por casamento ou união de fato, os brasileiros se destacam com 2.378 pedidos. Em segundo lugar, muito distante, aparece Cabo Verde (498). depois: Angola (454), Ucrânia (353), Índia (281), Guiné-Bissau (230) e Venezuela (188).

Preconceito:

 

Cresce também atos de discriminação contra estrangeiros em Portugal.

 

fonte

Deixe uma resposta

Escrito Por Cilene Bonfim
Original&Exclusivo