Original&ExclusivoDiferença entre as coisas e tutoriais

Matemático diz ter encontrado a resposta para hipótese de Riemann

O renomado matemático britânico Michael Francis Atiyah revelou uma possível resposta à hipótese de Riemann, um dos maiores enigmas matemáticos, que permanece sem resposta há quase 160 anos.

Atiyah, 89 anos, apresentou seu trabalho no Congresso de Matemática do Laureate Forum em Heidelberg (Alemanha). Sua apresentação, foi recebida com grande entusiasmo pelas redes sociais e despertou grande interesse entre a comunidade científica.

 

Baseado no trabalho de dois dos principais matemáticos do século XX, John von Neumann e Friedrich Hirzebruch, Atiyah propôs uma contradição lógica que implica que a hipótese de Riemann pode ser resolvida.


A hipótese, formulada pelo alemão Bernhard Riemann em 1859, está intimamente relacionada à distribuição de números primos entre números naturais, que não obedece a nenhuma lógica.

---------------

 

No entanto, Riemann assumiu que existe uma função matemática para essa consequência que é calculada pela chamada função zeta, que descreve a distribuição de “zeros não triviais”. Assim, todo zero não trivial da função zeta tem uma parte real igual a ½.

Ceticismo:

Atiyah é uma das figuras matemáticas mais eminentes do Reino Unido, e já ganhou os prêmios mais importantes neste campo, a Medalha Fields e o Prêmio Abel. Embora sua última teoria ainda não tenha sido submetida ao rigoroso processo de revisão para provar sua validade, a reação inicial foi de ceticismo, diz a New Scientist.

 

Se a hipótese estiver correta, os matemáticos teriam um mapa da localização de todos esses números primos, um avanço com repercussões de longo alcance em diferentes campos da ciência.

 

A função zeta aparece constantemente em problemas práticos relacionados, por exemplo, à criptografia: grande parte dos métodos de criptografia e criptografia e segurança da Internet giram em torno de um algoritmo baseado em números primos.

 

A hipótese de Riemann está incluída na lista dos 7 problemas do  milênio. Em 2000, o Clay Mathematics Institute (EUA) ofereceu US $ 7 milhões para quem conseguiu resolvê-los.

Deixe uma resposta

Escrito Por Cilene Bonfim
Original&Exclusivo