Original&ExclusivoDiferença entre as coisas e tutoriais

Manuscrito do século XV mostra o mapa do fim do mundo

Manuscrito do século XV mostra o mapa do fim do mundo.  O fim do mundo preocupava muitas pessoas no século XV, e foi nesse séculos que vários textos dedicados ao Apocalipse foram escritos. Mas esse manuscrito, há muito esquecido, representa o fim do mundo de uma forma muito diferente: através de mapas.

 

Manuscrito do século XV descreve o fim do mundo

Conforme relatado no ‘National Geographic’, o manuscrito, que agora pertence à Biblioteca Huntington, em San Marino, Califórnia (EUA), está escrito em latim e fala de um Anticristo, ascensão do Islã e outros eventos relacionados dia do juízo final, que, segundo o autor, era esperado para 1651.

Manuscrito do século XV descreve o fim do mundo

“Ele tem uma sequência de mapas que ilustram cada um dos estágios do que vai acontecer”, diz Chet Van Duzer, historiador  e autor do novo livro “Apocalyptic Cartography” (Cartografia apocaliptística).

 

 

O documento foi criado em Lübeck, Alemanha, entre 1486 e 1488, e seu autor é desconhecido, embora Van Duzer suspeite que possa ter sido um médico viajante chamado Baptista.

---------------

Manuscrito do século XV descreve o fim do mundo

Anti-islâmico:

A história do mapeamento Apocalipse começa com um mapa mostrando a condição do mundo entre 639 e 1514. A Terra é um círculo, e a Ásia, África e Europa são representadas como cunhas rodeadas por água. O texto descreve a ascensão do Islã, que o autor vê como uma ameaça crescente para o mundo cristão.

 

Os mapas seguintes mostram que o islã conquista a Europa, e em seguida a ascensão do Anticristo. Outro mapa mostra os portões do dia do julgamento ou seja a entrado do inferno.

Manuscrito do século XV descreve o fim do mundo

A distância para o paraíso:

O autor do manuscrito também calculou a distância para o Paraíso (777 milhas) da Alemanha para Jerusalém, e de lá mais 1.000 milhas para o extremo leste da Terra); e a circunferência da Terra e do Inferno (8.000 e 6.100 milhas respectivamente).

 
Além do fim do mundo, o manuscrito tem um capítulo sobre a medicina astrológica e um tratado sobre geografia muito à frente do seu tempo.

 

Fonte:

Deixe uma resposta

Escrito Por Cilene Bonfim
Original&Exclusivo