Original&ExclusivoDiferença entre as coisas e tutoriais

Diferença entre Sinagoga, Templo, Igreja e mesquita

Diferença entre Sinagoga, Templo, Igreja e mesquita. Sinagoga é um lugar onde o povo judeu adora a Deus, conhecido por eles como Yaweh . Templo é um lugar de culto para os que pertencem a um número de religiões. Igreja é um lugar para culto cristão.

 

 

 

Mesquita ou Masjid é o lugar de adoração no Islã, que é o lugar onde o povo islâmico vai orar para seu Deus, conhecido como Salah . Os termos da sinagoga, templo, igreja, mesquita às vezes confundem as pessoas, especialmente pessoas que não seguem nenhuma dessas religiões ou seitas.

[ Sinagoga ]

 

Existem vários nomes para os lugares de culto judaico. Sinagoga é um dos termos que se refere a um templo judaico. É basicamente uma ” casa de oração” onde o povo judeu reza junto. A palavra sinagoga foi derivada da palavra grega synagoge , que significa ” juntos aprendizado ou treinamento. ” Sinagogas têm salas grandes, pequenas para a oração. Tem um grande espaço que pode ser usado apenas para orações, mas as pessoas vão lá apenas para culto. Sinagoga mais parece uma igreja.

 

[ Templo ]

 

Templo é o lugar de culto para os seguidores de várias religiões. É derivado do latim, templum . É um lugar sagrado onde os fiéis de uma religião em particular creditam como a morada de Deus. Cada religião diferente tem seu próprio templo, pertencente a sua própria religião, como um templo hindu, templo judeu, templo budista, templo Jain, templo pagão, etc. Existem diferentes métodos de construção de templos. A aparência, os materiais utilizados e a história por trás de cada templo são diferentes uns dos outros.

---------------

[ Igreja ]

 

 

A Igreja é o lugar de culto para os cristãos, é o lugar onde o povo cristão reza diretamente a Deus, Jesus, Maria e outros santos. O termo “igreja” é derivado da palavra grega Kriyakoseon , que significa ” pertencer, ou pertencente, a um Senhor. Uma igreja pode ter muitas formas; mas geralmente igrejas são construídas na forma de uma cruz, tem um círculo que representa a eternidade, um octógono/estrela. A maioria tem uma torre.

[ Mesquita ]

O termo ‘ mesquita ‘ pode ser traduzido para o árabe como “ lugar de culto “ ou ” prostração em oração ” . A prostração feita para Deus é chamada como ” sujood ‘ . Cada oração é liderada pelo Chefe de Mesquita. De acordo com o Islã, o mundo inteiro é considerado como um Masjid , exceto banheiros e cemitérios.

 

 

A mesquita emite as chamadas de oração via alto-falantes. Mesquitas são conhecidas por suas cúpulas elaborados, minaretes e salas de oração. Além de orar, Masjid é considerado também como um centro de informação, educação e solução de controvérsias. Controvérsias é o que os islamistas mais gostam, pelo visto. Todos têm em comum, o mesmo objetivo, rezar…e clamar a Deus, seja que Deus seja.

Deixe uma resposta

3 comentários
  • Cilene, qualquer que seja o local (no lar, campo, estádio, etc.) em que a pessoa esteja louvando a Deus, seja só ou em grupo, esse local torna-se em um templo.
    Qualquer que seja a crença, seja ela crença filosófica, doutrinária ou religiosa, creio que o seu sentido pode muito bem ser interpretado na forma como se pronunciou Gandhi (embora use o termo religião): “Acredito na verdade fundamental de todas as grandes religiões do mundo. Acredito que todas elas foram inspiradas por Deus e que eram necessárias para os povos a quem foram reveladas. Se pudéssemos ler as escrituras das diversas religiões com a cultura dos seguidores daquelas religiões, chegaríamos à conclusão de que todas elas estão de acordo nos seus princípios básicos e que são úteis para todos”.

    Embora eu não tenha religião, pois, sou espiritualista, penso, também como Gandhi.
    Se assim procurássemos entender essa iluminada mensagem, poderíamos, até, não eliminar os conflitos que existem entre os seguidores de quaisquer linha de pensamento, crenças ou práticas religiosas, mas, pelo menos, seriam eles (os conflitos) minimizados aos máximo, realidade que nos possibilitaria tornar muito mais forte e bem maior a nossa vontade na prática do amor ao próximo, levando-nos, entrementes, a cumprir um dos mais elevados atributos divino que Deus nos ensina através de toda e qualquer religião existente em nosso planeta, conforme fez Ele no-los transmitir por seus ministros cósmicos, Buda, Jesus, Confúcio e outros mestres de sua Corte Celestial.

    Não por ser umbandista que, assim, também, penso, mas, porque sempre procuro conduzí-lo embasado em um dos mais sublime instrumento, ou seja, o respeito.

    Finalizando, permitam-me ressaltar minha crença em que todo espírito evoluído, quando solicitado, sempre vai ouvir as suas preces e atender os pedidos que lhes são dirigidos, seja qual for o ambiente utilizado para esse fim e onde quer que esteja a pessoa elevando seu pensamento a Deus.

    Um abraço sempre amigo,

    Adalberto.

Escrito Por Cilene Bonfim
Original&Exclusivo