Congelamento global – mini era do gelo é iminente

Congelamento global? Uma mini era do gelo é iminente. O meteorologista e astrofísico britânico Piers Corbyn prevê que a Terra vai enfrentar nos próximos anos uma mini era do gelo que irá ter consequências devastadoras para o planeta, informa o jornal britânico ‘Express’.

congelamento-global-mini-era-do-gelo-e-iminente

Estudos recentes sugerem que a atividade solar está diminuindo num ritmo mais rápido do que em qualquer outro momento na história. Os cientistas preveem que essa tendência vai continuar ao longo dos próximos quatro anos, atingindo o mínimo entre 2019 e 2020; e serão necessários pelo menos 15 anos para que o sol volte a sua atividade normal.

“Estamos diante de um declínio na atividade solar e estamos a caminhar para um período de inatividade. Isto pode causar uma mudança nas correntes da atmosfera que podem se mover para o sul, atingindo Europa, Reino Unido e América do Norte “, alerta o especialista.

Extinção em massa:

Seria a pior extinção em massa desde que os dinossauros foram extintos;  quase 70% dos animais selvagens podem desaparecer até 2020

Temperaturas vão cair:

Corbyn diz que as temperaturas vão cair, provocando congelamento da água do oceano nas margens da Europa.

Terremotos devastadores:

 

O meteorologista salientou que existe uma ligação entre estas grandes mudanças na atividade solar e o surgimento de fortes terremotos devido a uma redução na força dos campos magnéticos ao redor da Terra. Segundo ele, “o Japão, Estados Unidos, Filipinas estão propensos a terremotos.

 
Uma quantidade menor de erupções solares está associada com uma atração magnética menor na superfície da Terra, o que interrompe o movimento das placas tectônicas e provoca uma enorme pressão que se acumule abaixo do corteza terrestre. O resultado, diz Corbyn, é como uma panela de pressão em que qualquer ligeiro movimento é capaz de desencadear um forte terremoto.

Adicione Comentário