Original&ExclusivoDiferença entre as coisas e tutoriais

Cientistas encontram sinais de vida numa lua de Saturno

Cientistas encontram sinais de vida em uma lua de Saturno.  Pesquisadores da NASA descobriram na atmosfera de Titã uma substância que pode indicar a presença de micro-organismos na maior das luas de Saturno. Os cientistas relataram suas descobertas em um estudo publicado no portal Phys.org.

 

A uma altitude de 200 quilômetros acima da superfície de Titã, os cientistas descobriram uma pequena concentração de acrilonitrilo, ou cianeto de vinil, um composto orgânico que potencialmente pode participar da formação de membranas celulares de micro-organismos que poderiam viver nos oceanos do metano do organismo.

 

 

Os pesquisadores acreditam que, se houver vida em Titã com base em metano, o cianeto de vinil pode ser uma alternativa à água da Terra, algo que “expandiria o número de planetas e luas que podem abrigar a vida extraterrestre”.

---------------

 

Para detectar o composto, os cientistas usaram o complexo de radiotelescópio Atacama Large Millimeter Array (ALMA), localizado no deserto chileno. O maior número de moléculas foi encontrado no pólo sul da lua. As baixas temperaturas (179 graus Celsius abaixo de zero), temperaturas habituais no Titan, as moléculas orgânicas na atmosfera formam gotículas onde o acrilonitrila é concentrado, que cai nos lagos de metano.

 

 

O grupo de Maureen Palmer, pesquisador do NASA Goddard Space Flight Center no Greenbelt, realizou um experimento que mostrou que em Ligeia Mare, no norte do lago Titan, há cianeto de vinil suficiente para formar cerca de 10 milhões de células por centímetro cúbico, uma concentração dez vezes superior à das bactérias nos oceanos costeiros da Terra.

 

 

Titã é considerado um dos corpos celestes do Sistema Solar mais parecido com a Terra. Além disso, é o único, junto com o nosso planeta, que tem líquido estável na sua superfície.

Deixe uma resposta

Escrito Por Cilene Bonfim
Original&Exclusivo