Original&ExclusivoDiferença entre as coisas e tutoriais

Cientistas dizem que fruta da Amazônia pode curar a obesidade

 

A ‘Myrciaria dubia’, uma fruta exótica da Amazônia conhecida como camu-camu, “camucamu”, “caçari”, “araçá-d’água, mostrou-se eficaz na prevenção da obesidade em camundongos e pode desempenhar um papel fundamental na luta contra essa doença e outras doenças metabólicas, diz um estudo publicado, na revista médica Gut.

 

Pesquisadores das Universidades de Laval e Quebec, no Canadá, submeteram um grupo de ratos a uma dieta rica em gorduras e açúcares por oito semanas e outro grupo a uma dieta sem gorduras e açúcares.

---------------

Metade dos ratos no primeiro grupo receberam um extrato de camu-camu diariamente, enquanto a outra metade não recebeu.

Ao final do experimento, os ratos que foram alimentados com a fruta ganharam 50% menos peso do que os ratos que não ingeriram o extrato, e o ganho de peso foi semelhante ao do grupo que não comeu gorduras e açúcares.

Composição excepcional:

Aparentemente, esses efeitos podem estar relacionados à composição química excepcional da fruta, que contém entre 20 a 30 vezes mais vitamina C do que o kiwi e cinco vezes mais que as amoras.

 

Flora intestinal renovada:

Todas as mudanças no organismo dos ratos foram acompanhadas por uma “reconfiguração intestinal”.  Agora o objetivo é ver se o camu-camu produz os mesmos efeitos metabólicos em humanos.

Deixe uma resposta

Escrito Por Cilene Bonfim
Original&Exclusivo