Original&ExclusivoDiferença entre as coisas e tutoriais

Algumas crianças já nascem ruins, Más?


Algumas crianças já nascem ruins, Más? Somos Naturalmente bons ou ruim?
Dizem que ambientes miseráveis  formam bandidos. Pode até ser, mas quando crianças se mostram ruins desde de muito cedo?  Nos últimos tempos, eu mesma, tenho encontrado muitas crianças, ainda bem jovens, com 6, 7, 8 anos, muitos ruins; imagina os adolescentes.

 

O pessoal dos direitos humanos, com certeza vai dizer que é o meio em que vive essas crianças e adolescentes que provocam essa maldade todo. Mas como explicar as crianças extremamente ruins na Noruega?

 

Dois irmãos, estavam completando 8 anos, e seus pais organizaram uma festinha; enviaram os convites, ninguém apareceu na festinha. São crianças de 8 anos. Crianças são discriminadas, sofrem bullying diariamente nas escolas norueguesas, sem que ninguém, nenhum professor faça nada para impedir. Isso vem de crianças ainda bem jovens. Conheço um menino, que deve ter no máximo 8 anos, que discrimina até adulto, imagine outras crianças?

 

Uma professora correu para os jornais para dizer que crianças ainda na flor da idade quando recebem um convite de aniversário de uma criança que a maioria discrimina, jogam no lixo ali mesmo na sala de aula.

 

Eu conheço crianças que tantos seus pais, como elas, nunca foram convidadas para nenhuma atividade, nenhuma festinha, nada. Então como explicar que um país como a Noruega forme esse tipo de crianças e adolescentes? A Noruega é um país rico, com o maior índice de qualidade de vida do mundo. Eu conheço gente que viveu em extrema pobreza que superou tudo e venceu sem sujar as mãos jamais. Então, a tese que o meio ruim formar bandidos, ruins, já não caberia na Noruega.

 

Então: a única explicação lógica seria que o ser humano já nasce ruim. Ou seja as crianças ruins já nasceram assim. Parece trágico, acreditar que alguns nascem mesmo ruins. Mas vão analisar biblicamente e cientificamente esse caso.

 

Biblicamente:

A Bíblia diz que cada um de nós se não nasce ruim, nasce pecador e separado de Deus. Essa condição humana é chamada de ” depravação total “, porque todo o nosso ser é afetado por isso; o pecado não é apenas algo que fazemos, é algo que nós somos.

Esta natureza humana pecaminosa é resultado da queda do paraíso diante do pecado. O Novo Testamento diz : “.. Assim como o pecado entrou no mundo por um homem, e pelo pecado a morte, assim também a morte passou a todos os homens, porque todos pecaram. (Romanos 5:12).

Romanos 5:8 “… Mas Deus demonstrou seu amor para conosco, Cristo morreu por nós. ” Esse é um amor incrível. Deus nos amou quando éramos indignos de ser amado. … Cristo morreu para salvar nossos pecados. … Somente através de Jesus Cristo e seu sacrifício na cruz, podemos ser libertos da nossa condição pecaminosa (Romanos 8:2). O amor de Deus por nós é a nossa única esperança.

 

Não existem ” pessoas boas ” ou ” más pessoas “. Existem apenas pessoas que têm um relacionamento com Jesus e aqueles que não o tem. Todos, nós, nascemos no pecado. (Salmo 51:5 ) , e sem a intervenção de Deus, continuamos os nossos dias no pecado. Sem Jesus ainda estariam no pecado e seriamos todos inimigos de Deus. Mas Jesus fez o caminho para que todos possam se reconciliar com Deus e se libertar do pecado. Ele nos fez seus embaixadores para pleitear com os outros a se reconciliarem com Deus (2 Coríntios 5:20). Deus nos chamou para contar aos outros sobre o Seu amor – o amor que Ele expressou por meio de Jesus!

 

Então essas crianças ruins estariam longe de Deus ou seus pais pecadores são os responsáveis por essas crianças ruins, insensíveis, preconceituosas?

 

Cientificamente:

O que dizem os cientistas sobre isso: Somos naturalmente somos bom ou ruim? Cientistas realizaram uma pesquisa com bebês para tentar responder essa questão. Os bebês são seres humanos com o mínimo de influência cultural – eles não têm muitos amigos, nunca foram à escola e não leram nenhum livro. Eles não podem sequer controlar suas próprias entranhas, e muito menos falar a língua, de modo que suas mentes são o que mais perto a mente humana pode chegar com relação à inocência.

 

Os experimentos foram realizados na Universidade de Yale nos Estados Unidos e seus resultados sugerem que mesmo os seres humanos ainda bebês têm o senso do que é certo ou errado, e, além disso, tem preferência pelo bem em detrimento do mal. Os pesquisadores colocaram os bebês num dilema; eles teriam que subir um pequeno obstáculo para chegar ao paraíso dos brinquedos; para subir essa pequena parede, um grupo receberia ajuda para subir; os outros em vez de ajuda para subir seriam empurrados para baixo pela mesma pessoa que ajudou os outros a subir.

Os bebês que foram impedidos de subir ficaram surpresos com a atitude do ajudante. Isso significa que os bebês com seus cérebros reinando a inocência total esperavam que o ajudante agisse corretamente sem causar nenhum empecilho para subida. Ou seja, de acordo com esse experimento, o ser humano nasce na expectativa que todos sejam bons. Isso não resolve o debate sobre a natureza humana. Muitos poderiam dizer que isso por si só mostra que as crianças esperam que os outros sejam bons por natureza.

---------------

 

Estudos do doutor Gerhard Roth:

O doutor Gerhard Roth causou agitação entre a elite científica mundial. Através da realização de exames cerebrais em presos violentos, o especialista da Universidade de Bremen, na Alemanha, supostamente descobriu a região do cérebro humano responsável pelo comportamento criminoso em seres humanos. 

 

De acordo com o estudo, o Dr. Gerhard Roth diz que algumas pessoas nasceram mesmo ruins e para ser criminosas. Em seus experimentos o Dr. Roth mostrou videoclipes curtos de cenas de assassinato a um grupo de assassinos violentos, estupradores e ladrões, enquanto monitorava simultaneamente a atividade cerebral dessas pessoas.

 

O Dr. Roth descobriu que a maioria dos criminosos tinha um lado escura no lobo central do cérebro que os impedia de ter sentimentos de empatia ou de tristeza, enquanto observa as cenas de violência. O Dr. Roth também observou que quando quando essa parte do cérebro foi danificada, por qualquer coisa, doença, violência, etc, as pessoas tornaram-se menos propensos à criminalidade. Como resultado, o pesquisador concluiu que alguns criminosos tinham uma “ predisposição biológica para a violência e comportamentos antissociais em geral.

Mas o doutor Roth recebeu muitas críticas. Uma das principais críticas a pesquisa do Dr. Roth foi o fato de que “o lobo central ‘não existe no cérebro humano. De fato, cada lado do cérebro é constituído por quatro lobos diferentes: o frontal, parietal, occipital e lobos temporais.

 

Mas o estudo do Dr. Roth não deve ser desacreditado totalmente, pesquisas anteriores indicam que o cérebro de alguns criminosos pode realmente ser diferente de um cérebro de uma pessoa normal.

 

Alguns cientistas sugerem que pessoas que nasceram muito ruins devem ser submetidas a cirurgia cerebral para evitar que eles se tornem marginais implacáveis no futuro. Teríamos que fazer cirurgia cerebral em todos os bois gordos desse mundo.

Como podemos ver: não existe uma resposta para que crianças, ainda na flor da idade, sejam tão ruins,  e o mais grave com outras crianças. Tem outra coisa: essas crianças ruins, serão mesmo adultos ruins do futuro? Ou existe esperança? Sua opinião é muito importante para esse blog. O que você acha?

 

Veja alguns comentários para completar esse artigo:

Leslie Szabo Eu acho que sim.tem crianças que judiam de animais com crueldade desde pequenas,são perversas.Merecem uma bela surra, não tenho dó nenhuma. Em diversos países crianças de 7 anos já vão pra cadeia.O mal se corta pela raíz.Eu penso assim.Mal caráter não tem idade. Pode ser criança, jovem ou idoso.

 

Rosangela Ferro Bem,como eu acredito que antes mesmo de nascermos já existíamos ,acredito que nosso corpo carrega toda a bagagem de nosso anterior “ser”.Somos a somatória que nosso íntimo é em sua própria essência.Simples assim!

 

Diego Antunes Alguns téoricos denominados contratualistas para desenvolver sua linha de raciocínio imaginaram a natureza humana.

Thomas Hobbes dizia que antes da sociedade civil existia um estado de natureza que seria de puro medo, um estado de guerra potencial, por receio da morte violenta para isso faria se um contrato social para que as pessoas abrissem mão de sua liberdade natural para uma liberdade civíl na mão de algum governante.

 


John Lock segue a linha contratualista mas diz ele que as pessoas seriam boas e utilizariam a liberdade forma benéfica, todavia alguns poucos se excederiam, então para ele, o cantrato transformaria algo que já é bom em perfeito estabalecendo a sociedade civíl.

 


Rosseau já acredita que as pessoas nascem ótimas, perfeitas o Estado de Natureza seria um Estado perfeito alguns poucos, todavia, usurpariam o poder e controlariam muitos então para que os homens voltassem a ser livres (mesmo que não como na proporção anterior) eles estabeleceriam um contrato e pelo contrato representa a vontade geral (racional) do povo por eles possuírem liberdade política eles estariam de novo livres.

 

Yvonne Dimanche , eu acredito que as pessoas já nascem más. O meio ambiente para quem é mau é o mesmo para quem é do bem. Basta ver o tanto de gente que existe no mundo que supera coisas inimagináveis. A sorte da humanidade é que existem muito mais pessoas boas do que más.

Deixe uma resposta

1 comentario
  • Quando nascemos não sabemos quase nada, apenas choramos quando estamos sentindo algo, se estamos com fome, choramos, quando estamos sentindo alguma dor, choramos, então ao longo do tempo, venho pensado, nós já nascemos bons e ruins ?
    Nós não nascemos bons e nem ruim, venho observando meu irmão de 2 anos e vejo que ele faz e fala coisas que nós não ensinamos para ele, então aonde ele aprende essas coisas que nós não ensinamos á ele ?
    Observando ele, vejo que assiste muitos desenhos, muita televisão, e tudo que nós não ensinamos, a televisão está ensinando, ele é uma criança inocente, todos nós quando nascemos, nascemos inocente, vemos algo que achamos ser ” legal” e queremos reproduzir. A televisão e um bom meio para meu irmão aprender coisas boas, mas também é um bom meio pra aprender coisas ruins, agora cabe a minha família selecionar o que meu irmão deve ou não assistir.
    Tudo que vemos quando somos crianças, pode influenciar quando formos adultos, até da menor para maior, tudo influência, não nascemos bons ou ruins, nos se tornamos bons e ruins.

Escrito Por Cilene Bonfim
Original&Exclusivo