Neurociência revela os segredos da felicidade

Neurociência revela os segredos da felicidade e não tem nada a ver com pensar positivo com acreditam muitos. Na internet você pode encontrar todos os tipos de dicas para ser feliz. Mas talvez essas pessoas “não sabiam o que estão falando”, sugere a revista Time, que aconselha as pessoas a confiar apenas nos neurocientistas. Com base nos estudos dos neurocientistas, a revista Time escolheu quatro “rituais” que podem ajudar você a ser mais feliz.

Chateado/gratidão:

Os neurocientistas acreditam que quando você estiver se sentindo para baixo, você deve ser perguntar: o que eu tenho para ser grato?

 

 

“Os benefícios da gratidão são refletidas no sistema de dopamina, e ao se sentir grato, se ativa área do tronco cerebral que produz dopamina”, diz o neurocientista Alex Korb, citado pela revista.

 

 

Esta técnica pode ajudá-lo a criar uma “espiral descendente” da felicidade em sua vida, diz o especialista. De acordo com a ‘Time’, mesmo que, no final, você não encontre nada para ser grato, o importante é o processo de busca.

 

 

Rotule sentimentos negativos:

Se o primeiro ponto não ajudá-lo a superar seus sentimentos ruins, você deve colocar nomes a esses sentimentos. “Descreva a emoção com uma ou duas palavras: isso vai ajuda-lo a reduzir seus sentimentos de infelicidade, diz o neurocientista, David Rocha, acrescentando que “o ideal é usar linguagem simbólica”, metáforas, e etc.”Isso fará com que você ative seu córtex pré-frontal, o que reduz a excitação no sistema límbico”, explica ele.

Leia Também!
NASA apresenta o misterioso labirinto da noite em Marte (FOTO)

 

 

Tome decisões:

o artigo do ‘Time’, explica que o processo de tomada decisão reduz a preocupação e ansiedade, além de ajudar a resolver os  problemas. De acordo com Alex Korb, a tomada de decisão inclui “a criação de intenções e objetivos”; processos que influenciam de forma positiva no córtex pré-frontal, reduzindo preocupação e ansiedade.

 

Segundo os cientistas, é melhor tomar um decisão e se esforçar para que seja a “melhor decisão”, do que ficar pensando, pensando; o perfeccionismo pode ser estressante.

 

 

Abraços:

Precisamos sentir o amor e a aceitação dos outros. Uma das principais maneiras de liberar a oxitocina é através do toque. Se não for possível, aceitáveis abraços, apertos de mão e tapinhas nas costas são geralmente aceitáveis”, diz Alex Korb.

 

Mas o melhor é um abraço. “Um abraço, especialmente longo libera o neurotransmissor do hormônio oxitocina, o que reduz a reatividade da amígdala”, enfatiza Korb.

Nota: De acordo os cientistas o contato tátil não pode ser substituído em qualquer caso, por mensagens de texto.

 

Fonte:

Adicione Comentário

/* */