Julia: linguagem de programação para substituir todas

Um grupo de programadores internacionais está desenvolvendo uma linguagem de programação que deve substituir todas as linguagens existentes hoje. Chamada Julia , a nova linguagem mostra como a programação vai ser no futuro.

 

 

A linguagem foi desenvolvida por Stefan Karpinski ,  da Universidade da Califórnia, quando ele estava projetando uma ferramenta de simulação de rede que exigia o uso de quatro diferentes linguagens de programação .

 

Nenhuma das linguagens foi capaz de executar a tarefa; e  mais usar quatro linguagens complica todo o processo. A Julia consegue processar tudo facilmente, o que com java seria extremamente tedioso, com a Julia é mel com açúcar. 

 

As linguagens de hoje foram projetadas com objetivos diferentes. Matlab foi desenvolvido para calcular matriz, e é muito bom para a álgebra linear. A linguagem R é para a estatística. Ruby e Python são linguagens de uso geral, preferidos pelos desenvolvedores web, que permitem uma codificação mais rápida e mais fácil. Mas eles não são tão rápidas como C ou Java. O que a equipe de Stefan Karpinski está desenvolvendo é uma linguagem única que faz tudo e corretamente.

 

Os programadores costumam usar ferramentas que traduzem linguagens mais lentas como Ruby e Python para mais rápidas , como Java ou C. Mas esse código mais rápido também deve ser traduzido ou compilado para entender o código para a máquina. Isso adiciona mais complexidade e espaço para erro. A peculiaridade de Julia é que ela ignora essa etapa intermediária , compilando diretamente para código de máquina.

 

Além disso , os desenvolvedores afirmam que Julia tem habilidades matemáticas e estatísticas para servir como uma alternativa ao Hadoop, um sistema de computador usado extensivamente pelo Yahoo e Facebook, pelo menos em alguns casos. Hadoop permite ter um monte de trabalho, dividi-lo em vários pequenos trabalhos , e se espalhar entre centenas de máquinas.

 

” Você pode jogar 100 processos na Julia , executado em máquinas diferentes e obter os resultados dessas máquinas. Essas coisas tendem a ser um trabalho tedioso em Java, mas Julia é relativamente simples”, disse Karpinski , a agências Wired . A primeira versão de Julia , open source, apareceu em 2012. Desde então, continua a evoluir. Você que é especialista pode ir testando a Julia. Veja aqui

 

Responda esse comentario