Tecnologia

Como os bilionários vão se salvar do apocalipse

Como os bilionários vão se salvar do apocalipse.  Uma parte da elite econômica dos Estados Unidos acredita que o fim do mundo está mais perto do que nunca, e toma medidas para não ser pego de surpresa. A informação é do  ‘The New Yorker’.

 

 

Entre os bilionários, milionários, que estão se preparando para o fim do mundo está Steve Huffman, cofundador do site Reddit, cuja riqueza é estimada em 4 milhões. Huffman foi operado miopia em novembro de 2015, mas, ao contrário da grande maioria não o fez porque estava cansado de usar óculos ou lentes de contato, mas para aumentar suas chances de sobrevivência ao fim do mundo.

 

 

“Se o mundo acabar, ou apenas começar ter problemas, as lentes de contato seriam um pé no saco”, disse Huffman, que não é o único que está se preparando para o pior.

 

 

Como eles vão lidar com uma catástrofe:

Armazenar alimentos, água e armas, aparentemente, é um absurdo. Para aqueles com dinheiro para ter comida e água, mas não o suficiente para sobreviver em um mundo pós-apocalíptico. Na primavera de 2015, ex-chefe do Facebook, Antonio Garcia Martinez comprou 20.000 metros quadrados em uma ilha no Pacífico Noroeste.

 

 

 

No local foram instalados geradores de energia elétrica, painéis solares e ainda tem um arsenal e muita munição. Quando ele contou sua ideia para seus amigos e colegas, descobriu que alguns deles também estavam se preparando para um final hipotético do mundo.

 

 

Alguns têm helicópteros com o tanque sempre cheio, pronto para decolar, outras motos e sacos com objetos familiares. Há também aqueles que estão comprando moedas de ouro ou aprendendo a caçar com um arco. “Se uma guerra civil eclodir ou um terremoto destruir parte da Califórnia quero estar preparado”, disse Tim Chang da empresa de investimento Mayfield Fund.

Condomínio subterrâneo a prova de tudo:

Muitos estão construindo condomínios a prova de tudo. Um deles, é o Survival Condo Project, um complexo de 15 andares localizado em uma armazenagem subterrâneo de mísseis nucleares no estado do Kansas.

 

Larry Hall comprou o terreno e criou um abrigo antibombas de luxo cuja reconstrução custou 20 milhões de dólares. O complexo dispõe de 12 apartamentos com valores variando entre 1,5 e 3 milhões. De acordo com Hall, 11 deles já foram vendidos.

 

 

Em caso de crise, os proprietários destes apartamentos, vão ser transportados para o condômino por um aeroporto localizado a 48 km ou em caminhões blindados.

 

 

Além das paredes, capaz de resistir a um ataque nuclear, condomínio é protegido por guardas armados e franco-atiradores, e tem reservas de alimentos e combustível para 75 pessoas, durante cinco anos, tem ainda espécie de hospital, piscina, cinema, ginásio e uma biblioteca, entre outros luxos.

Deixe um Comentario