Cobras mais mortíferas do mundo vivem numa ilha no Brasil

As cobras mais mortíferas do mundo vivem numa ilha no Brasil e podem valer mais de 60 mil reais no mercado negro.  Quatro mil das mais mortíferas serpentes do mundo vivem na ilha de Queimada Grande, a 32 quilômetros da costa de São Paulo, Brasil.

 

 

Esse tipo de cobra pode matar uma pessoa em segundos. O acesso à ilha é proibido pelas autoridades brasileiras, devido aos frequentes ataques dos répteis.

 

Com 430 mil metros quadrados, a ilha é o único habitat conhecido da jararaca-ilhoa, bothrops insularis, considerada a serpente mais venenosa do mundo.

 

 

 

Segundo o Smithsonian, apenas alguns cientistas têm permissão para visitar a ilha, com o objetivo de estudarem as serpentes. Por outro lado, são vários os caçadores ilegais que chegam à ilha, todos os anos para capturar a jararaca-ilhoa, que pode valer até €22 mil (R$ 66 mil) no mercado negro.

via

Adicione Comentário

/* */