Cartas antigas provariam que Jesus não era divino

Cartas antigas provariam que Jesus não era divino. Cartas supostamente escritas por membros da família (irmãos) de Jesus divulgadas alguns anos depois de sua morte e colocam em questão aspectos fundamentais do cristianismo, diz o professor do Departamento de Estudos Religiosos da Universidade da Carolina do Norte (EUA), James Tabor, no documentário “família secreta de Jesus ‘.

Tanto o Evangelho de Marcos e o Evangelho de Mateus afirmam que Jesus tinha quatro irmãos ( Jacobo (Tiago), José, Simão e Judas, não o traidor) e também mencionou várias irmãs. Precisamente nas cartas escritas por Jacobo (Tiago),e Judas não há referência sobre a divindade de Jesus, acredita o professor.

 
A ‘Epístola de Tiago, um dos mais antigos textos cristãos, escrito supostamente no primeiro século , descreve Jesus como o “mestre” de seus seguidores, mas não menciona a sua origem divina. Nem sequer menciona sua crucificação, um dos pilares da fé cristã.

 

Não existe nenhuma menção a crucificação de Cristo, não menciona o sangue de Jesus, não menciona o perdão dos pecados, acrescenta o professor.

 

Um dos livros mais antigos, o ‘ensinamento do Senhor às nações pelos doze apóstolos ” (ou Didache “), escrito na época em que toda a família de Jesus estava viva, recomenda-se seguir os ensinamentos em vez da pessoa. O ‘Didaché” não contém qualquer menção do nascimento virginal e a ressurreição, e apresenta Jesus como um servo de Deus.

 

A carta de Judas na Bíblia mostra que as pessoas que conheciam Jesus estavam cansados dos seguidores de Jesus porque eles divulgavam mensagens sobre sua divindade, de acordo com Tabor. ‘

Responda esse comentario