7 perigos WhatsApp a que estamos expostos, sem saber

7 perigos WhatsApp a que estamos expostos, sem saber. O Centro Nacional de Inteligência (CNI) da Espanha publicou um relatório sobre as ameaças e os riscos inerentes à utilização do aplicativo de mensagens instantâneas WhatsApp.

 

Como ler mensagens WhatsApp sem o remetente saber

O documento revela quais são as principais vulnerabilidades do programa e como os hackers podem usá-los para roubar informações e conhecer dados pessoais. A seguir, oferecemos algumas das falhas mais proeminentes do WhatsApp

 

Frágil segurança no processo de registro:

Um dos problemas mais importantes é a segurança no processo de inscrição e verificação de usuários. “As características do processo de registro permitem um invasor assumir o controle de sua conta sem muito trabalho.

 

 

Invasão de conta:

O CNI adverte que é possível tirar proveito de falhas de rede, conhecida como SS7, protocolo de telecomunicações, por meio do qual se pode gravar as chamadas, ler as mensagens e detectar a localização do dispositivo.

 

 

O ataque pode ser feito de maneira simples; basta o bandido se passar por você junto a sua empresa de telefonia, informa a agência. Desta forma, o invasor é capaz de receber um código de verificação válido WhatsApp “e obter “acesso completo à conta da vítima, independentemente de criptografia.

 

 

Para evitar esta situação, as autoridades espanholas recomendamos ativar a opção “Exibir notificações de segurança” na configuração da conta.

 

Conversas excluídas que não desaparecem:

Embora você exclua as conversas, elas permanecem criptografados, um invasor pode acessar os logs e backups recuperá-las.

 

 

Para evitar esse problema, você deve desinstalar o aplicativo e instalar novamente; essa solução não afeta backups armazenados no telefone ou em dispositivos externos.

 

Roubo de conta via SMS:

Uma pessoa pode acessar seu WhatsApp facilmente se você perder ou ter o telefone roubado. O bandido precisa apenas solicitar um código por SMS. Para evitar isso, temos de “desligar a visualização do remetente e conteúdo na tela de bloqueio.

Roubo de conta via chamada:

O procedimento é semelhante ao método do SMS.  Dependendo da versão do WhatsApp utilizado, “existem muitas aplicações que permitem a dês criptografia simples de informação”. Como solução para esta situação, a CNI sugere prestar muita atenção na hora de instalar aplicativos de terceiros.

 

 

Apesar dos esforços de ambas as empresas para proteger as informações de seus usuários e para assegurar que não sejam compartilhadas por invasores,  alguns detalhes como número de telefone, contatos ou hora da última ligação são registrados no arquivo.

 

Vulnerabilidade de redes públicas de wi-fi:

Quando você se conecta a uma rede sem fio pública, WhatsApp divulga informações sobre os dados do usuário do aplicativo, que ficam expostas a qualquer ataque cibernético.

Responda esse comentario